top of page

A cor da empresa

Atualizado: 6 de mar. de 2023



Mulheres Negras são donas de negócios menores e atuam, em sua maioria, sem empregados. Pelo menos é o que aponta o estudo feito pelo Sebrae a partir de dados obtidos pelo IBGE.


E apesar de ser um dado novo para algumas pessoas, para nós que estamos a frente desses pequenos negócios, no dia a dia, este dado só comprovou uma realidade que ainda não mudou.

Se quando CLT, foi constatado que ganhávamos 57% a menos que os homens e 42% a menos do que outras mulheres brancas, ler esses novos estudos dá até uma sensação de que as coisas melhoram quando a gente passa a empreender, que temos "mais espaço" para diminuir essa disparidade.


Mas a verdade é: não importa a forma como iremos gerar nossa renda, a nossa cor ainda é um fator decisivo por fim.

Isso me fez lembrar como hoje em dia podemos debater essas questões publicamente e obter apoios pela causa, mas como esses números internamente refletem a falta de adesão real (aquela que ninguém vê quando você fecha a sua porta).

Confesso, é desafiador lutar contra um sistema, depois de muita luta e suor para combater as mesmas dificuldades que bate a porta de todas que decidem empreender.


Mas descanso meu coração na frase que li na primeira vez que entrei na B2Mamy: "Nada pára uma mãe que quer ser exemplo para seu filho".

Nossos esforços de hoje, servirão de modelo para que nossos filhos resistam à pressão e à exclusão.

Até lá: ninguém solta a mão de ninguém. Pois eu tenho certeza que nas nossas ações está a mudança que virá nesse cenário.


Texto escrito pela B2Mana e conteudista da B2Mamy Debora Vazon, mãe de uma dupla maravilhosa e à frente de 2 negócios simultâneamente.

Entre trabalhar e maternar, ela escolhe diariamente os dois. Ama ler, escreve por inspiração. Se especializou em coach para que nenhuma mulher se sinta só na corrida pelos seus sonhos.






Quer fazer parte do time de conteudista da B2Mamy?


Assine o plano B2Mamy Lover a partir de R$149,99 por mês.

Clique aqui e entre para a Comunidade.



Comments


bottom of page