top of page

Encontrarei você, ali, entre o A e o Z.

Atualizado: 24 de nov. de 2023

Nada dos percalços, dos tropeços, dos obstáculos.


mulher negra segurando livro laranja

Nas bibliotecas encontrarei você, ali, entre o A e o Z, a capa com o título que traz palavras que simbolizam os trechos escritos sobre a sua estratégia de negócio, sobre as suas ferramentas, sobre a sua metodologia.


Entre tantas, estarás descrita na contracapa por tantas outras que a partir da sua história, a partir do que você desenvolveu nos seus negócios, tornou-se também referência.


A partir de você, tantas outras despertaram e iniciaram seu processo de sucesso. Autosucesso. Um esquema de pirâmide contagiante e potente, nada abalável e em movimento, onde cada mulher adere, trazendo seu modus operandi (advogada escrevendo aqui, perdoa, tá), sua estratégia, porque você é inspiração, e elas se tornam outros sucessos. Até porque sucesso, etimologicamente falando é entrada, é abertura e é aproximação.


Na orelha, na aba, você e sua obra, estão sendo contadas, por uma outra mulher resumida, suas obras, são muitas, uma de suas e tantas obras, tantos prêmios, ali em 2.000 caracteres sendo apresentada.


Suas teses são discutidas e esmiuçadas em doutorados pelo país, você está entre a bibliografia básica do meu ensino superior.


Traduzida, fragmentada, compilada e entre outras das suas, você é citada, apud, e apuds, nas notas de rodapé dos tantos outros livros que trazem sobre a revolução, transformação e regeneração, a sua.


Em pronome possessivo você está na boca do povo, autora predileta, preferida, primordial. Minha.


Nada dos percalços, dos tropeços, dos obstáculos.


Repara aqui, um instante, dentro da minha realidade mais que paralela, já que esta pisciana adora um mundo todinho inventado, nesta nossa realidade: já viu a quantidade de livros sobre como administrar um negócio em que os buracos são maiores dos que o trajeto, onde os desvios, as curvas se destacam mais sobre os caminhos, pois cá estão os livros sobre mulheres de negócios.


Elas superaram, elas se revoltaram, elas se reinventaram, nos capítulos nos subtítulos encontramos sua família, os homens que estiveram no seu entorno, suas feridas, suas quedas, suas recaídas. Hoje, há um conto, um artigo, entre tantos, porque tiveram a audácia de te dar apenas três miseráveis páginas para falar do seu negócio e da sua trajetória e te juntaram com outras milhares. Que coragem e quem se atreve a te colocar entre tantas e, muitas vezes, não para falar do que você está construindo hoje, com o seu empreendimento, mas para falar do trauma do vestibular não concretizado de ontem.


E eu não tenho problemas com você no coletivo, mas sua trajetória é tão singular.


Quero teus fracassos só quando estiver cansada de ler sobre o teu sucesso e como uma fofoca, ali ouvida, entre os botecos que rodeiam a Faria Lima, roendo o canto da unha do anelar, descubro todinhos. Nas páginas das revistas de mexerico, como boatos, ali estão as suas dificuldades.


Eu vou ler os seus segredos para manter um empreendimento na lista dos 50 mais, vou ler os seus 50 artigos para ser a líder de sucesso de suas dezenas de empresas, vou ler suas 100 regras de como, quando, quem e quais.


Se lendo este texto você se surpreendeu, vem comigo, no caminho eu te explico. Porque é 2023, o tempo nos cobra um preço impagável e todo dia uma nova mulher empreende e regenera, revigora e restabelece uma ordem no caos. As histórias estão sendo escritas.


Na prateleira, na aba best seller, na área dos mais vendidos, eu vou te encontrar. E você não é a única.


Juro de dedinho.



Cristiane Baladão

Texto escrito pela mentora e Lover Christiane Baladão. Bicho raro, formada e por coração advogada, na época em que o curso levava sociais em seu nome, sócia do escritório Baladão Fagundes Advogadas Associadas, escritora por necessidade de expor a palavra, bailarina porque o corpo exige, professora porque a experiência da vida precisa ser compartilhada. Atua e contribui para fomentar o empreendedorismo feminino através de projetos próprios, colaborativos e por meio da oração que prega diariamente - conectar para resolver. Co-fundadora da Associação Treze de Março que visa auxiliar na promoção do debate sobre suicídio e proporcionar ambientes de acolhimento. Partner do Dinheiro Explícito podcast que visava qualificar e empoderar a autonomia financeira das mulheres. Co-founder do MIMA EXCHANGE - laboratório de experiências para que mais mulheres ocupem a Economia Blockchain. Mentora do programa Empoderafro - programa de mentoria para afroempreendedores, Aceleradora de Carreira do Grupo Mulheres do Brasil e MENTORELA.



Quer fazer parte do time de conteudista da B2Mamy?


Conheça os planos de assinatura da B2Mamy.

Clique aqui e entre para a Comunidade.


Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page