• B2Mamy

No fundo, todo mundo é um pouquinho mãe.

Porque ser mãe é maternar.


É lançar o seu olhar amoroso, seu cuidado, acolhimento e amor.

É conectar coração com coração, não importando quando ou onde, laços de sangue, nem quem quer que seja.


Eu escolho maternar.


Abrir minhas asas para acolher a aflição, o silêncio, a euforia e a explosão de alegria. A cada conquista, desafio ou queda.


Eu materno quando ofereço um abraço, um café sem hora, um sorriso exclusivo para aquela pessoa. Materno e acolho sem julgamento, valorizando a verdade da outra, praticando mais a empatia do que a simpatia.

É o momento da escuta, ativa, sincera, olho no olho.


É um acolhimento incondicional, mas que tem seus momentos de puxões de orelha, de tirar da zona de conforto, de gerar impulso. O maternar é também incentivar que a pessoa vá para o mundo, se descubra e entenda como quer construir seu legado. Enquanto eu sorrio, torço e materno a distância.


Maternar é ser uma rede de apoio e ao mesmo tempo também ser vulnerável. É uma troca, sem lugar fixo, sem regras ou formas, mas que transforma, e como transforma.


E, assim, seguimos maternando umas as outras, aos nossos e a todos.


Uma mensagem B2Mamy para a comunidade.

56 visualizações

Posts recentes

Ver tudo